Serviços

Análise e Identificação de minerais:

     O município de Soledade consolidou-se como um grande centro estadual de beneficiamento, comercialização e exportação de pedras preciosas. Existem cerca de 180 empresas de diferentes portes ativas no setor de gemas. Estima-se que 35 a 38% do PIB do município provêm, do setor de gemas.
¬†¬†¬†¬† Com o desenvolvimento da ind√ļstria de beneficiamento e do com√©rcio de gemas nas √ļltimas d√©cadas em Soledade, houve tamb√©m um aumento de materiais gemol√≥gicos vindos de outras partes do Brasil e de outros pa√≠ses. Muitos desses materiais n√£o s√£o naturais, mas gemas sint√©ticas ou imita√ß√Ķes como, vidro, pl√°stico e resinas.
     O Laboratório de Análise e Identificação do Centro Tecnológico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul identifica as propriedades físicas e ópticas das gemas, com análises não destrutivas. Tem como objetivo suprir a necessidade de identificação e certificação de gemas, um dos gargalos para o desenvolvimento do setor de gemologia da região.

Corte a Jato d'√°gua com abrasivo:
¬†¬†¬†¬† O corte e recorte a Jato d'√°gua com abrasivo do Centro Tecnol√≥gico de Pedras, Gemas e Joias de Soledade √© uma usinagem n√£o convencional que consiste na retirada do material atrav√©s de √°gua pressurizada juntamente com gr√£o abrasivo. A bancada de corte atinge uma √°rea de 100x100cm, e a press√£o e velocidade do jato varia conforme espessura e tipo de material. No corte a jato d'√°gua √© poss√≠vel se trabalhar diversos tipos de materiais, dentre os mais usinados est√£o a pedra √°gata, a√ßos em geral, alum√≠nio, madeira e cer√Ęmicas.


Corte a Laser:
¬†¬†¬†¬† A m√°quina de Corte a Laser √© utilizada para usinagem de materiais denominados org√Ęnicos, tais como MDF, acr√≠lico, couro, fibra de vidro, dentre outros. Sua bancada de corte possui uma √°rea de 120x60cm e os par√Ęmetros de pot√™ncia e velocidade s√£o padronizados conforme espessura e tipo do material.¬†

M√°quina de Corte a Laser
Gravação a Laser:
¬†¬†¬†¬† A m√°quina de Grava√ß√£o a Laser tem como funcionamento b√°sico a queima do material ao qual √© submetido a grava√ß√£o, portanto neste processo, n√£o √© poss√≠vel atribuir cor. Geralmente os materiais mais utilizados s√£o √°gata, MDF, couro, acr√≠lico, madeira, vidro, cer√Ęmica, etc. Sua √°rea m√°xima de grava√ß√£o √© de 20x20cm, portanto grava√ß√Ķes que exigem maior tamanho s√£o realizadas em etapas.¬†

Máquina de Gravação a Laser.